grandes intenções. não passa disso mesmo. um desejo de libertação. de dizer o que penso de ter resposta para as minhas perguntas. eu pergunto muito, fui a criança chata do porquê constante. continuo cheia de dúvidas mas as perguntas não me saem. medo, medo…medo de ter perdido tempo

amordaçada, algemada a uma situação que não se procurou, que se sonhou diferente…os sonhos, os sonhos…sonhos eróticos, quentes, com pornográficos grandes planos da minha loucura,…deslumbrada com as hipóteses sonhadas…

a questão é simples…do you wanna fuck me or not?

a penny for your thoughts

a. fonseca

Advertisements