não fazer nada. enrolada em cobertores, queixo nos joelhos, olhos fechados e … go!

lá vai ela por terras desconhecidas, emoções inventadas, diálogos, encontros, outras vidas…haja tempo, e viajo horas, só, sem banda sonora, só os sons da vida sem os quais a viagem não seria tão só minha

é fascinante a velocidade que o pensamento adquire uma vez solto, … já pensei em tomar notas mas penso muito rápido  e tentar acompanhar escrevendo é frustrante. sinto-me a perseguir-me. não resulta.

o prazer é o único que me abraça, é só o que importa.

a. fonseca

Advertisements