saí, na conversa, descontraída, como uma pessoa normal… e depois fui pela Ferreira Borges, escura e fria, com as suas luzes murchas (quem terá sido o génio que se lembrou de escolher o azul, o frio azul, para enfeitar a rua) e descobri um café novo. que bom! exclamei para os meus botões, e entrei…sem plano, de impulso. fiquei à conversa com dois brasileiros, um deles músico, pianista, maestro…vai ter um piano, uma estante, cultura francesa, música, e abre ao Domingo também…inaugura sexta-feira às 19h…adorei..voltarei ou não, e isso é que me deslumbra

“The moment you doubt whether you can fly, you cease for ever to be able to do it.” , escreveu o Barrie e eu racionalizando o medo dou por mim a aceitar

a. fonseca

Advertisements