….dizia ele. porque o ouve a toda a hora a reclamar da situação. porque o vê desempregado. porque vê a mãe cansada e triste. e ficou triste também. e agora?

agora estamos todos tristes. nós e os nossos filhos. famílias inteiras tristes. que se encontram ao fim de semana para partilhar a tristeza e desanimo que todos sentem. e na conversa lá sai uma ou outra consideração sobre a falta de honestidade de todos os que nos governam, e zás! o miúdo olha-nos com olhos tristes fazendo-nos sentir culpados por termos dito que seriam felizes, por termos involuntariamente mentido, por termos ensinado a justiça, a honestidade, o respeito pelos outros, a liberdade, a solidariedade….valores sonhados, batalhas conquistadas pontualmente aqui e ali.

esquecemos de dizer que eram sonhos. que nada está garantido para sempre. que todos teremos diariamente de vigiar para que não nos usurpem as conquistas. esquecemos que a luta continua. que nunca pode parar enquanto alguém explorar alguém. que a luta é para sempre. porque sempre irão aparecer novas formas de nos roubarem os sonhos, de nos roubarem a esperança. não podemos deprimir, não podemos baixar os braços.

nós, os que vivem da força do seu trabalho, lutam para sempre

Advertisements