… que os “versos vivos” têm de ser “suados e malhados na bigorna das musas”

Advertisements